Saiba a importância de reciclar o vidro do para-brisa

O tema sustentabilidade está sempre em pauta entre as principais empresas e órgãos públicos do mundo. A degradação ambiental não é mais uma preocupação do futuro, é uma realidade dolorosa que altera e afeta de maneira negativa o equilíbrio ambiental. A fauna e a flora estão sendo cada vez mais modificadas, além do ambiente sofrer grandes perdas da biodiversidade. A reciclagem é apenas um dos processos para evitar menos destruição ao meio ambiente.

O setor automotivo descarta em larga escala diversos materiais que podem afetar de maneira direta o meio ambiente. O vidro laminado, presente no para-brisa e, em alguns casos, nas laterais, garante maior segurança aos ocupantes do veículo. O vidro é composto por duas placas de vidro, unidas por uma camada de PVB (Polivinil Butiral), que garante maior resistência a impactos. Esse material, que é fabricado em grande escala, também deve ser descartado de maneira correta, para não se misturar com o lixo comum.

A decomposição do vidro na natureza pode durar até 1 milhão de anos, dependendo das condições em que o material foi sujeitado. Mesmo com grande variação, o tempo mínimo de desgaste total é de quatro mil anos. Já o PVB, aplicado entre as camadas de cada para-brisa, leva cerca de 500 anos para ser totalmente eliminado da natureza.  

O processo de reciclagem do vidro do para-brisa é de extrema importância para a sustentabilidade do planeta. Nos Estados Unidos e na Europa 50% dos vidros substituídos são descartados corretamente. Quando reaproveitado, o vidro moído pode ser utilizado para a produção de vasos, pratos, copos, garrafas, entre outros materiais. Já o PVB quando destinado para reciclagem, compõem a fabricação de tapetes, capas de fios elétricos, mangueiras, etc.

Sem o processo de reciclagem, os vidros são destinados a aterros sanitários e, com isso, acabam de forma predatória à natureza. Os prejuízos ambientais decorrentes da falta de um processo de reciclagem, ao peso médio de 15 quilos por unidade, fazem os aterros sanitários receberem um volume superior a 20 mil toneladas por ano de vidros.

Além do impacto positivo no meio ambiente, o descarte consciente do vidro do para-brisa poderá fortalecer a imagem das empresas perante o público e mercado, além de gerar uma nova oportunidade de negócios a diversas recicladoras que atuam nesse meio. A Saint-Gobain Autover acredita que os descartes corretos dos vidros automotivos ajudam na preservação do meio ambiente, por isso é importante conscientizar a população para uma melhoria futura.  

NEWS-VERLAUF