Como é fabricado o vidro automotivo?

O processo de fabricação do vidro automotivo envolve diversas etapas e dois diferentes tipos de vidro. Nas laterais do automóvel são utilizados vidros temperados, um material cinco vezes mais resistente que o vidro comum. Suas características são adquiridas após o material passar por um processo de aquecimento e resfriamento. Já no para-brisa, parte do carro que exige mais segurança, é utilizado um vidro ainda mais resistente, o laminado, composto por duas chapas, intercaladas por uma película que torna a peça mais resistente e retém os cacos em caso de quebra.

Durante a fabricação do vidro automotivo primeiro é feita a preparação do vidro, com o desempilhamento e corte do vidro plano em chapas. Cada peça é cortada no tamanho correto e suas bordas são polidas. Para vigias e laterais, furos podem ser adicionados nesta fase do processo. A etapa seguinte é a lavagem e secagem dos vidros.

Para o vidro no para-brisa é realizada a serigrafia em uma das duas camadas de vidro que compõem o laminado. A serigrafia contém designs específicos para cada peça e protege na colocação do vidro no veículo. Nela também são inseridas informações importantes e detalhes sobre as especificações do vidro. As duas camadas de vidro são emparelhadas em um molde na entrada do forno. As camadas são aquecidas a mais de 600ºC no forno, onde elas se curvam e são gradualmente arrefecidas. Na saída do forno os vidros automotivos são separados, lavados e secados.

Em uma sala própria, uma película de PVB (Polivinil Butiral) é inserida entre duas camadas de vidro. É removido todo o ar entre o PVB e o vidro. Nesta etapa podem ser inseridos suportes para câmeras, retrovisores e sensores. Na autoclavagem é feita a remoção completa do ar para garantir total aderência entre os dois vidros e o filme PVB. No final deste passo, os para-brisas já se tornaram completamente transparentes.

Os vidros laterais são formados por chapas de vidro temperado. Primeiramente as informações obrigatórias e especificações também são gravadas por serigrafia. É feito o aquecimento e curvatura no forno a mais de 600ºC, e então ocorre o rápido arrefecimento, tornando o vidro temperado.  

O processo das vigias é semelhante. É feita a serigrafia no vidro e os componentes funcionais (rede do desembaçador, rádio, GPS ou antenas de alarme) são serigrafados em uma pasta metálica condutora. Depois é realizado o aquecimento e curvatura no forno a mais de 600ºC. O vidro se torna temperado devido ao rápido arrefecimento. Depois de todo esse processo de fabricação do vidro automotivo, este vai para a inspeção final completa e é embalado e preparado para o transporte. 

A Saint Gobain Autover distribui vidros automotivos considerados originais para reposição, pois possuem as mesmas especificações dos vidros oferecidos pelas montadoras. Clique aqui para mais informações sobre nossos vidros.

NEWS-VERLAUF