Conheça os riscos de dirigir com o para-brisa danificado

O para-brisa do seu automóvel serve como uma importante estrutura de apoio, que ajuda a proteger o condutor do vento e dos detritos que a velocidade desenvolvida nas ruas e estradas proporcionam. Grande parte da resistência estrutural dos veículos está ligada aos vidros, eles ajudam a desemprenhar um papel importante na manutenção do seu veículo de modo a ser seguro para dirigir.

O material aplicado nos para-brisas é o vidro laminado, pois este é considerado um vidro de segurança porque é dez vezes mais resistente que o vidro temperado e, em caso de quebra, não estilhaça. Isso porque os vidros laminados são formados por duas lâminas de vidro, intercaladas por uma camada de PVB, uma película, que além de tornar o material mais resistente, retém os pedaços de vidro em caso de quebra.

Apesar do vidro laminado do para-brisa ser um material resistente e seguro, ao menor sinal de dano deve ser o mais rápido possível substituído, pois um trinco por menor que seja, oferece risco para segurança do motorista, além de estar sujeito à multa e apreensão do veículo.

Mesmo sendo um pequeno trinco e que não impeça a sua visão, deixar o carro com o para-brisa trincado reduz drasticamente a resistência ao vento, além da alta probabilidade do estilhaçado comprometer diretamente a segurança de todos os ocupantes do veículo. Como a resistência do para-brisa está danificada, dirigir em estradas pode ser uma tarefa muito perigosa, pois o para-brisa suporta as vibrações e torções pelo carro quando trafega pelas estradas. 

Um para-brisa rachado pode bloquear parte de sua visão enquanto você dirige, especialmente se for do lado do motorista do carro. Rachaduras do lado do passageiro também pode causar problemas para avistar o campo visual para pedestres, carros e outros potenciais perigos. Além disso, um pequeno trinco no vidro pode aumentar e causar sérios danos, comprometendo diretamente a integridade estrutural do seu veículo.

Os riscos de trafegar com o vidro do para-brisa trincado não param por aí. Além da segurança e da estrutura do veículo, andar com o para-brisa danificado é considerada uma infração grave. De acordo com a resolução 216 do CONTRAN, Conselho Nacional de Trânsito, trafegar com o vidro trincado é considerado uma infração e pode acarretar em multa de R$ 127,69, cinco pontos na CNH e apreensão do veículo até que o problema seja resolvido. Ainda segundo a resolução do CONTRAN, o pára-brisa é um lugar do carro que deve estar livre de riscos, trincas ou rachaduras que prejudiquem a visão do motorista. Persistir em trafegar com o vidro trincado pode acarretar em graves problemas durante o trânsito diário ou mesmo na hora de pegar rodovias e estradas.

Não comprometa a sua segurança e dos demais passageiros do veículo. Ao notar qualquer trinco, rachadura, ou estilhaço no seu para-brisa conte com a Saint-Gobain Autover para substituir o vidro do seu carro por um original de fábrica. Somente os vidros automotivos originais possuem as mesmas especificações dos vidros da montadora, o que garante um vidro sem distorções, problemas no encaixe, desgastes, problemas na eficácia do limpador e afins. A Saint-Gobain Autover é a distribuidora de vidros automotivos da Saint-Gobain Sekurit.

NEWS-VERLAUF